Balanço de mortos no Haiti quase duplicou em 24 horas


Passou de 700 para quase 1,3 mil o número de mortes provocadas pelo violento terremoto que atingiu o Haiti no último sábado (14). O tremor teve magnitude de 7,2.

O país caribenho contabiliza quase 15 mil casas totalmente destruídas, e muitas danificadas pelo sismo, que deixou marcas de devastação.

Há mais de 5,7 mil feridos e quase 1,3 mil mortos confirmados.

O terremoto, de magnitude 7,2, que também foi sentido na República Dominicana (com a qual o Haiti divide a ilha de Hispaniola) e em Cuba, ocorreu às 8h29 locais, a cerca de 12 quilômetros da cidade de Saint-Louis-du-Sud, a 160 quilômetros (km) da capital haitiana, Porto Príncipe, com epicentro a 10 km de profundidade. 

Houve uma réplica de magnitude 5,2 a 17 km da localidade de Chantal, também com epicentro a dez km de profundidade, segundo dados do Instituto Norte-Americano de Geofísica.

Em nota, divulgada no último sábado (14), o Ministério das Relações Exteriores manifestou solidariedade ao povo haitiano e reafirmou o “firme compromisso com a continuidade da ajuda humanitária prestada àquele país”.

De acordo com o ministério, até o momento, não há registro de brasileiros vitimados pelo abalo sísmico. “A comunidade brasileira no Haiti é estimada em 50 pessoas, a maioria de religiosos”, informa o Itamaraty.

*Com informações da RTP. Matéria atualizada às 10h52 com informações sobre nota do Itamaraty.



EBC

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram