OSB altera repertório de concerto devido à morte de maestro


A Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) retorna hoje (8), às 19h, ao palco da Sala Cecília Meireles, com mais um concerto da Temporada 2021. Entretanto, em razão do falecimento, no último sábado (6), do maestro Leonardo David, marido da violinista Gabriela Queiroz, uma das solistas do Concerto Tríplice de Beethoven, que faria parte da apresentação, o repertório foi mudado.

A obra será substituída por Valsa da Dor, de Heitor Villa-Lobos, com Erika Ribeiro (piano); Fantasiestücke Op. 73, de Robert Schumann, com Erika Ribeiro (piano) e Emília Valova (violoncelo); e o Prelúdio das Bachianas n° 4, de Heitor Villa-Lobos.

Na sequência, o público ouvirá a Sinfonia Nº 4, em Lá Maior, Op. 90, de Felix Mendelssohn, também conhecida como Italiana. Durante longa viagem pela Europa, entre 1829 e 1831, depois de passar pela Inglaterra e Escócia, ao chegar à Itália, Mendelssohn ficou encantado com as paisagens, com a música e com o clima daquele país, que procurou retratar em aquarelas. O fascínio pelas paisagens mediterrâneas o levou a compor a Sinfonia Nº 4, que foi concluída em 1833, quando já estava de volta à Alemanha. A música foi sucesso logo em sua estreia, informou a assessoria de imprensa da OSB.

O concerto respeitará todos os protocolos de segurança estabelecidos pelas autoridades sanitárias. O acesso à Sala Cecília Meireles está condicionado à comprovação de vacinação contra a covid-19, atendendo ao Decreto Municipal nº 49.335, e o uso de máscaras é obrigatório.



EBC

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram